Impor limites aos nossos filhos nos dias de hoje pode até parecer uma atitude muito autoritária, mas que não passa de uma demonstração de muito amor. Eles precisam desses limites para que aprendam a ter respeito perante os pais e aos próximos, e esse papel é de responsabilidade das famílias e muitas vezes tem um legado muito significativo dentro das escolas.

Um ponto principal nesta imposição de limites, é ter muita clareza naquilo que se quer impor. Ficar mudando de opinião toda hora pode deixar a criança confusa e com menos confiança.

Abaixo algumas dicas:

  • Cumprir sempre o que prometer para a criança;
  • Informar as regras e seus objetivos;
  • Não ameaçar;
  • Falar com segurança, de forma clara e segura;
  • Pedir apenas uma vez após o combinado;
  • Ser pais unidos.

Neste último ponto, se família mora junto é importante ter um diálogo e uma resposta igual para as coisas. Quando os pais são unidos o filho acaba tendo mais respeito perante os dois. O que não pode acontecer é um afirmar uma coisa e o outro dizer que não é assim. Isso apenas facilita o desentendimento dos pais e o não cumprimento por parte dos filhos. Sabemos que não é uma tarefa fácil, mas uma conversa, chamar atenção não vai fazer com que seu filho deixe de amar você.

É fundamental colocar limites, pois isso é um ato de amor. As crianças precisam respeitar seus pais, assim como você respeitou os seus. Se isso não acontecer agora, mais difícil vai ser na adolescência. Se você tiver dificuldades, não hesite em pedir ajuda, desde uma amiga, pois experiências das outras pessoas podem contribuir e muito nessas questões, ou até solicitar a ajuda de um profissional.

Educar é uma responsabilidade dos pais e que impacta na vida futura do seu filho.

Fonte: Escola Raio de Luz