O Brasil tem quase 30 milhões de pessoas na faixa etária dos 60+, classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como idosa. Para 2030, deve ser por volta de 40 milhões de pessoas nessa faixa.

A população dos 60+ forma um público altamente consumidor, com poder aquisitivo  superior à média da população em geral. Só em 2018 essa faixa deve movimentar acima de um trilhão e meio de reais. Diante disso, é primordial que o comércio se reestruture para atrair esse consumidor em potencial. Principalmente os estabelecimentos do bairro e entorno, como bares, restaures, padarias e lojas  de todos os segmentos; pois sair para compras, para muitos, é uma forma de lazer, de socialização.

Pequenas modificações nos estabelecimentos ajudam e facilitam, inclusive a locomoção de deficientes. Corredores mais largos, sinalização apropriada, pisos antiderrapantes, portas sinalizadas com placas de “aberto e fechado”, iluminação de destaque, inclinações e degraus com tinta ou fita reflexiva, escadas rolantes com menor velocidade que a usual para evitar desequilíbrio e para estabelecimentos de rua, muito cuidado com a calçada. Afinal, os 60+ já estão fazendo a diferença na sociedade brasileira.

Conheça os 60+

  • Detêm 21% do poder de compra de toda a população.
  • Mais de 1/3 acima dos 60 anos e aposentados continuam trabalhando e possuem ganhos de 30% a mais que a média dos brasileiros.
  • Cerca de 60% são responsáveis pela decisão de compra.
  • 20% declaram que compram produtos que desejam, mesmo que não sejam itens necessários.
  • 50% priorizam a qualidade do produto, mesmo que o custo seja maior.

Fonte: Jornal Ipiranga