Mel Silvestre: Rico em sais minerais pois contém néctar de diversas flores. Usado como fortificante, ótimo para crianças.

Mel de Eucalipto: Usado como expectorante, dilatador dos brônquios, combate a tosse, gripe, asma e bronquite.

Mel de Laranjeira: Usado como calmante e regulador das funções intestinais, eficaz contra a insônia.

Mel de Cipó-Uva: Sem acidez, desintoxicante do fígado e da bílis, elimina os efeitos do álcool no organismo. É ótimo no tratamento da hepatite.

Mel de Assa-Peixe: Usado como tônico e depurativo do sangue, por ser diurético, atua nas vias urinárias.

Mel de Jataí: Segundo pesquisas é tido como medicinal. Cientistas mencionam a presença de antibióticos e ação antibacteriana. Usado para tosse, bronquite, catarata e como cicatrizante de feridas. Deve ser conservado sob refrigeração, evitando assim a sua fermentação.

Mel com Própolis: Usado no tratamento de gripes, sinusites, amigdalites, faringites, gastrite e úlcera. Bom para fumantes.

Mel com Própolis e Guaco: Usado no tratamento de afecções pulmonares, gripes, resfriados, inflamações na gargante, tosses rebeldes e asma brônquica. É expectorante e broncodilatador.

Mel com Própolis, Guaco e Agrião : Usado no tratamento de bronquite, tuberculose, fraqueza pulmonar, tosses rebeldes, cicatrizante e anti-inflamatório. É descongestionante e expectorante.

Favo de Mel: Além de ser delicioso, mastigar um pedaço de favo ajuda a manter o esmalte do dente. É usado também para desobstrução nasal. Como consumir: Corte em pequenos pedaços, mastigue bem para extrair o mel e jogue a cera fora.

Cera de Abelha: Usada como matéria-prima no preparo de cosméticos, pomadas, cera depilatória, velas etc.

Geleia Real: Contém notáveis quantidades de vitaminas, proteínas, minerais e aminoácidos. Age no metabolismo humano revitalizando-o, proporcionando saúde e prevenindo o envelhecimento precoce. Elimina o cansaço físico e mental, ativa as funções cerebrais, fortifica a visão, distúrbios da menopausa, reumatismo etc. Como consumir: Colocar uma pitada embaixo na língua em jejum, utilizando a espátula anexa. A Geleia Real pode também ser misturada ao mel. Para manter o produto: Consumo: refrigeração 0ºC a 6ºC. Conservação: freezer – 18ºC.

Extrato de Própolis em solução alcoólica: A Própolis estimula a formação de anticorpos e revigora o organismo, possui qualidades antibióticas, antissépticas, analgésica e cicatrizante. É usada para combater tuberculose pulmonar, asma brônquica, úlceras gastrointestinais, tosses, gripes, sinusites, infecções da garganta, infecções dentárias e bucais, micoses, frieiras, furúnculos, herpes, tumores etc. Como consumir: Para ingerir a própolis deve ser diluída em água ou outro líquido ou misturada ao mel. Higiene bucal e gargarejo: diluir em água, de preferência morna. Uso externo: limpar a região, secar e pingar o suficiente para cobrir o local. 

Pólen Desidratado: Ele é referenciado como um dos mais completos alimentos encontrados na natureza, incluindo todos aqueles necessários para a sobrevivência humana. Possui um complexo de vitaminas, sais minerais, proteínas, lipídeos e aminoácidos. Possui 20 vezes mais caroteno (vitamina A), que cenoura. Promove o aumento de resistência orgânica, restabelecendo o equilíbrio do organismo. Combate a anemia, cansaço físico e mental. É um coadjuvante no tratamento de níveis elevados de colesterol, problemas na próstata, reguila as funções intestinais, doenças cardiovasculares – fortalece o s capilares e reverte o endurecimento das veias e artérias – combate o envelhecimento precoce, etc. Como consumir: Para um melhor aproveitamento o pólen deve ser mastigado (pólen granulado), desta maneira, devido a insalivação  e trituração haverá uma maior assimilação pelo organismo humano. Também pode ser consumido misturado com o mel, frutas, sucos, aveia, granola, iogurte etc. A dose aconselhável é: 1 colher de chá de 1 a 2 vezes ao dia. Crianças: 1 colher de café de 1 a 2 vezes ao dia. 

Fonte: Apiário Santo Antonio