Conversar com a família e amigos, pagar contas com mais facilidade, fazer novas amizades… A terceira idade vem mostrando que pode compreender – e adorar – a tecnologia.

A internet está conquistando cada vez mais gente. No Brasil, o que chama a atenção é a idade do público que está se interessando pela rede de computadores. O número de idosos conectados aumentou quase 1000% nos últimos oito anos.

A professora Ilza Ludovique, de 83 anos, está conectada: “Aprendendo teclar texto, sinais que são mais difíceis… E fazer texto grande, pra poder usar todos os acentos”.

A cientista social Elaine Marquezine, de 89, também: “O notebook tô usando menos, mas pretendo usar mais por causa do Skype. Como minhas filhas trabalham, é só a noite, lá pelas 22h, que a gente pode se comunicar. Não tenho usado porque já fico cansada e quero ir pra cama. Agora o tablet eu uso pra fazer e-mail, tenho alguns e-mails de amigas, gente do interior. Então eu uso o tablete, que é mais fácil pra carregar e tudo”.

O interesse das pessoas com mais de 60 anos pelo mundo virtual cresce em ritmo acelerado. Pesquisa do Instituto Locomotiva mostra que o número de brasileiros conectados na internet cresceu mais de 100% nos últimos oito anos. Entre os internautas da terceira idade, o aumento foi ainda maior: quase 1000%.

Hoje o Brasil tem mais de cinco milhões de idosos na internet.  Para o mercado, é um novo público de consumidores.

“Durante anos, a população mais velha ficava no esquecimento, dependendo de favor para compra, visitar algum lugar ou manter relações de amizade. Isso é uma revolução no jeito que brasileiros consomem, participam da sociedade em que vivem”, afirma Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva.
Além disso, especialistas afirmam que a informática na terceira idade é uma excelente atividade mental, já que auxilia na manutenção da memória, proporciona o aprendizado constante, enriquece a experiência pessoal e evita solidão.

 

FONTE: http://portalamigodoidoso.com.br ; http://g1.globo.com